GREY. CINQUENTA TONS DE CINZA AOS OLHOS DE CHRISTIAN GREY

Oi gente, voltei! Ando meio sumida eu sei, mas venho recompensar vocês com a resenha do mais novo queridinho do momento, sim, Grey. Eu li e recomendo para todos, a história de Cinquenta Tons de Cinza aos olhos de Christian Grey fica muito mais interessante e mais bonita. Vamos conferir a resenha.

Título: GREY
Autora: E. L. James
Editora: Intrínseca
Páginas: 524
Nota: Mil estrelinhas

Acho que muitas pessoas já conhecem a história de Cinquenta Tons de Cinza contada por Anastácia Steele, a linda e doce Ana aos olhos do Sr. Grey (mas que na minha opinião é apenas uma tonta e me perdoem pela palavra) e não gostaram muito da história achando que estava mal escrita ou até mesmo um pouco acima da “sacanagem”. Bom, para a alegria daqueles que falaram isso foi lançado Grey, um livro totalmente lindo e apaixonante. Para aqueles que achavam Christian Grey um mostro devem ao menos ler esse livro para firmar ou mudar sua opinião. Christian descreve todos os sentimentos de medo e escuridão que estão em todos os momentos de sua vida, até conhecer Anastácia Steele. Claro, vimos no filme como ele fica quando Anastácia o deixa pela primeira vez, mas não sabemos ao certo o que ele pensa não é? Pois bem, vamos conhecer Christian Grey.

Mamãe! Mamãe! Mamãe está dormindo no chão. Ela está dormindo há muito tempo. Balanço ela. Mamãe não acorda. Eu a chamo. Ela não acorda. Ele não está aqui e mesmo assim mamãe não acorda.
Estou com sede. Na cozinha, puxo uma cadeira até a pia e bebo água. A água molha meu casaco. Meu casaco está sujo. Mamãe ainda está dormindo. Mamãe, acorda! Ela fica parada. Está fria. Pego meu cobertorzinho, cubro mamãe e me deito no tapete verde grudento ao seu lado. Minha barriga dói. É fome, mas mamãe ainda está dormindo. Tenho dois carrinhos de brinquedo. Um vermelho. Outro amarelo. Meu carrinho verde sumiu.Eles disputam corrida no chão enquanto mamãe dorme. Acho que mamãe está doente. Procuro alguma coisa para comer. Encontro ervilhas no congelador. Estão frias. Como devagar. Fazem minha barriga doer. Durmo ao lado da mamãe. As ervilhas acabaram. Tem alguma coisa no congelador. O cheiro é estranho. Lambo e minha língua gruda. Como devagar. O gosto é horrível. Bebo um pouco de água. Brinco com meus carrinhos e durmo ao lado da mamãe.
mamãe está muito fria e não acorda. A porta se abre com um estrondo. Cubro mamãe com meu cobertorzinho. Porra. Que merda aconteceu aqui? Ah, essa puta fodida. Merda. Porra. Saia do meu caminho, seu merdinha. Ele me chuta e eu bato a cabeça no chão. Minha cabeça dói. Ele liga para alguém e sai. Tranca a porta. Eu me deito ao lado da mamãe. Minha cabeça dói. A mulher policial está aqui. Não. Não. Não. Não encoste em mim. Não encoste em mim. Não encoste em mim. Fico ao lado da mamãe. Não. Fique longe de mim. A mulher policial está com meu cobertorzinho e me agarra. Eu grito. Mamãe. Mamãe. As palavras sumiram. Não consigo dizer nada. Mamãe não é capaz de me ouvir.
Não tenho palavras.

Achava Christian uma pessoa muito difícil de solucionar, ao decorrer dos outros três livros você conhece ele de uma maneira diferente e sente que ele começa a amar Anastácia desde que foi atrás dela da primeira vez, mas ele não sente isso. Ele não sabe o que é o amor. Ele apenas sente algo estranho e tenta não ir por este caminho. Grey é um dos melhores livros que já li, óbvio, eu já gostava muito da trilogia então não foi nenhuma novidade para mim se apaixonar por essa faixa bônus porém cheguei a conclusão que se a história inteira tivesse sido contada por ele teria feito muito mais sucesso e talvez não teria arrecadado tanto falatório ruim para o livro/filme.

Na infância Grey passou por muitas dificuldades e não gosta de tocar no assunto com ninguém. A não ser com Elena. Ele pensa nela em muitos momentos do livro, mas pensa nela como amiga, que é claro que não é o mesmo pra ela. Christian não se abre muito com ninguém e também não demonstra afeto nenhum com sua família ou amigos. Até a chegada de Ana. Ana colore o mundo dele. Ana ensina ele que o mais é possível pra ele. E Dr. Flynn mostra para Christian o que ele realmente sente por Ana.

Para entender melhor a história só lendo. Aconselho que leiam para conhecer ele de uma maneira diferente. É claro que não adianta começar a ler com o pensamento crítico na história. Abra a mente e se deixe levar pela história, deixe-se enxergar outros caminhos.

Para os que querem ler, estou disponibilizando ele em PDF:
Grey – E. L. James

veja também:

A Parte Love de Christian Grey
Surpreenda-me
Sempre e Para Sempre

Anúncios

7 comentários sobre “GREY. CINQUENTA TONS DE CINZA AOS OLHOS DE CHRISTIAN GREY

Deposite nessa caixinha abaixo sua singela opinião.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s